Ouça agora na Rádio

N Notícia

Reprodução

FOTO: Reprodução

Mulher que teve casa incendiada pelo amásio pede ajuda para recomeçar

Na tarde desta terça-feira (09) a senhora Elisete que teve a casa incendiada pelo amásio em Manfrinópolis na noite do último sábado (06) procurou a Rádio Educadora no programa Plantão Policial, onde relatou como ocorreram os fatos e pediu ajuda para a população para recomeçar a vida.

Segundo ela, o amásio com quem convivia desde janeiro deste ano passou a ter crises de ciúmes depois de que seu ex-marido, pai de suas três filhas de 13, 08 e 05 anos, foi visitar as meninas para levar a pensão e a partir daí eles começaram ter desentendimentos.

No sábado ele saiu cedo, foi para um bar onde ficou bebendo o dia todo e ao retornar para casa por volta de 19h expulsou ela e as filhas de casa dizendo que iria matar todas. Ele pegou um machado, cortou o assoalho da casa e jogou gasolina.

Ela relatou que pegou as filhas e saiu correndo. Ele então ateou fogo e a casa foi completamente destruída. Após isso ele fugiu e não foi mais localizado.

A Polícia Militar foi comunicada e conseguiu salvar o carro que estava na garagem. O Corpo de Bombeiros foi acionado, mas nada mais pode fazer. Elisete está morando desde sábado, na casa de seu pai na Rua Olivia Tortora, no Conjunto Beija Flor, mas pretende alugar uma casa e por isso esteve no programa pedindo ajuda.

Segundo ela, as meninas já conseguiram escola e agora está a procura de trabalho. Qualquer ajuda que vier será bem vinda. O telefone dela para contato é 99922-4329 e de seu pai 98407 0036.

FONTE: Luiz Carlos Maciel
Link Notícia