Ouça agora na Rádio

N Notícia

Arquivo familiar

FOTO: Arquivo familiar

Acusado de matar mulher é condenado a mais de 43 anos de prisão

Francisco Beltrão

Nesta quinta-feira (23) aconteceu no Tribunal do Júri da Comarca de Francisco Beltrão o julgamento de José Joanino da Silva Lima, 26 anos, que era acusado de atear fogo no corpo de Prycila Slobosinski da Silva, 25 anos, e morreu em virtude das queimaduras.

Os fatos

Os fatos ocorreram no dia 10 de fevereiro de 2017, por volta de 02h em uma residência na Rua Tenente Camargo, bairro Nossa Senhora Aparecida em Francisco Beltrão, onde Joanino jogou um líquido inflamável em sua companheira Prycila e ateou fogo, o filho de Prycila de apenas 04 anos, assistiu a cena e implorou pela vida da mãe.

Com cerca de 80% do corpo queimado ela foi socorrida, por populares e encaminhada ao hospital e posteriormente transferida ao hospital de queimados em Londrina, mas não resistiu e morreu no dia 02 de março de 2017. José Joanino foi preso logo em seguida.

O Julgamento

O júri popular iniciou as 09h e após serem ouvidas as testemunhas foi ouvido o acusado e iniciaram os debates entre acusação pelo Ministério Público Drª Silvia Skaetta Nunes e defesa advogada Drª Amanda Zanarelli Merighe e por volta de 17h10 a Juíza de Direito que presidiu o julgamento Drª Janaína Monique Zanelatto Albino, proferiu a sentença final baseada na decisão dos jurados, que acataram todas as teses da acusação por feminicídio, crime contra mulher, por motivo torpe e meio cruel e com agravante de que os fatos ocorreram na presença do filho da vítima.

O acusado foi condenado a 43 anos e 06 meses de reclusão a serem cumpridos em regime inicialmente fechado. Após a sentença ele foi encaminhado a Penitenciária Estadual de Francisco Beltrão para o cumprimento da pena.

 

FONTE: Luiz Carlos Maciel
Link Notícia