Ouça agora na Rádio

N Notícia

Lucas Maciel

FOTO: Lucas Maciel

Após susto no início, Marreco vira e atropela o Shouse

Na noite desta quarta-feira (1) o Marreco Futsal recebeu o Shouse em jogo antecipado da Liga Nacional. O desacreditado Shouse, do Pará, chegou a Francisco Beltrão após uma longa viagem de mais de 3 mil km, com o veterano Roberto de 65 anos, e uma tática suicida e totalmente fora dos padrões. Os paraenses chegaram a assustar ao abrir o placar logo aos 20 segundos do primeiro tempo, e ao ficar a frente do placar novamente ainda na primeira etapa, porém, tudo voltou ao normal na vida do Shouse que no fim das contas levou 11 a 2 e acumulou sua 14ª derrota em 14 jogos.

O técnico do Marreco, Paulinho Gambier havia alertado antes do jogo, em entrevista, que era preciso saber se portar contra a tática incomum do Shouse, que começou o jogo com o fixo Roberto, de 65 anos, o jogador mais velho a jogar profissionalmente, e atuou com goleiro linha por quase 90% do tempo do jogo. O Marreco começou desatento e aos 20 segundos, ao dar a saída de bola, Werick cruzou pelo lado esquerdo e na tentativa de cortar a bola, Bateria mandou contra a própria meta, enganando o goleiro Di Fanti. O torcedor custou a acreditar no que viu, mas esperou pra ver quanto tempo iria durar até que o Marreco virasse e tomasse conta do jogo. Aos 4 minutos, Bateria empatou o jogo após finalizar rasteiro sem chances para o bom goleiro Pará. Mas o Marreco cochilou novamente, e o Shouse voltou a ficar a frente do placar, aos 17 minutos do primeiro, com Edílson que fez 2 a 1. Aí então o torcedor beltronense de pé, em forma de protesto e reconhecimento ao adversário, vibrou com o gol do Shouse, aplaudiu, e depois vaiou seu time. No minuto seguinte, Bateria arrancou do lado de defesa, driblou três adversários antes de tocar de letra na saída do goleiro, empatando novamente o jogo, agora em 2 a 2. Foi um gol de placa do camisa 10, que chamou a responsabilidade e resolveu. No minuto final, o Shouse cometeria a sexta falta, proporcionando tiro livre direto para o Marreco, que aproveitou a boa noite de Bateria para concretizar a cobrança e virar o placar para 3 a 2.

Na volta para o segundo tempo era esperado que o Marreco tomasse conta do jogo, até pelo cansaço do Shouse, visível já no fim do primeiro tempo. Logo no primeiro minuto, Pedro Rei ampliou para 4 a 2. Aos 2 minutos, Bateria marcou o quarto dele no jogo e fez o quinto do Marreco. Aos 4 minutos, Bateria fez ótima jogada e deu passe para Sol Sales fazer o sexto. Sem pernas, o Shouse ainda viu o Marreco marcar aos 14 com Pedro Rei, aos 15 com Emerson, com Pedro Rei novamente aos 17, Sol Sales aos 18, e mais uma vez, Emerson a 20 segundos do fim. Final de placar, 11 para o Marreco, 2 para o Shouse. Os três pontos conquistados fizeram o Marreco ganhar o 12º lugar do Joaçaba, mas como a equipe beltronense tem entre dois e três jogos a menos que as equipes que estão a sua frente, é bem provável que uma vitória no sábado (4) contra o Blumenau, coloque o Marreco entre os oito melhores colocados.  A partida de sábado também será realizada no ginásio Arrudão, a partir das 20h15.

 

FONTE: Lucas Maciel
Link Notícia