Ouça agora na Rádio

N Notícia

Marreco tenta elevar o futsal paranaense contra o Jaraguá

FOTO: Divulgação - Rede Social

Marreco tenta elevar o futsal paranaense contra o Jaraguá

A equipe beltronense quer estar na mesma fase que o Foz Cataratas, time do Paraná que já está entre os oito melhores.



O Cresol/Marreco está em seu segundo ano na disputa da Liga Nacional de
Futsal (LNF). No ano passado, a equipe de Francisco Beltrão bateu na trave
e foi eliminado em Erechim (RS), para o Atlântico, com menos de três
segundos para o fim da partida. Foi um resultado amargo, difícil de ser
esquecido, mas que serve de exemplo para os jogadores comandados pelo
técnico Eduardo Pacheco Coelho, o Baiano. Sábado, dia 7, às 18h30, o
Cresol/Marreco precisa de um empate contra o Jaraguá, em Santa Catarina,
para conseguir a classificação. No primeiro jogo das oitavas de final, os
beltronenses venceram no Arrudão por 3 a 1.

“A cada ano nós estamos evoluindo mais. No ano passado foi muito difícil
ficar de fora, mas fizemos duas grandes partidas contra o Atlântico. Neste
ano eu vejo uma competição muito nivelada, fica difícil de fazer projeções.
Mas acredito que temos condições de buscar a classificação”, comenta o pivô
Banana, que se recuperou de uma lesão na coxa em tempo recorde, graças ao
trabalho do fisioterapeuta Lucas Vargas.


Time completo

O Cresol/Marreco vai jogar completo contra o Jaraguá, que não terá o ala
Willian, expulso no primeiro confronto. “Pela segunda vez, desde que
cheguei aqui, vou ter todos os jogadores à disposição. Conseguimos uma boa
folga no Paranaense e a dedicação ficou exclusiva na Liga Nacional. Nosso
último jogo foi no dia 23, contra o Foz, pelo estadual. Isso foi muito
importante para que todos estivessem à disposição”, avalia o técnico
Baiano, que levou todos os jogadores para Jaraguá. A delegação beltronense
viajou para Santa Catarina na noite de quinta-feira, 5. Às 19h de sexta, 6,
o Marreco vai fazer um treino na Arena Jaraguá.


Jogo bom de jogar

Para o fixo Renan Fuzo, agora chegou a hora boa da competição. “É jogo bom
de jogar. Todo atleta gosta de confronto assim. Não precisa nem de
motivação. Todo mundo quer chegar mais longe, é o momento daquele esforço a
mais, da superação. Estamos confiantes e motivamos, mas vamos enfrentar
muitas dificuldades”, analisa o camisa 8 do Cresol/Marreco.


*Prorrogação*

Se o Jaraguá vencer, indiferente do placar, a disputa vai para a
prorrogação. No tempo extra, o time catarinense joga pelo empate, por ter
feito melhor campanha na primeira fase. Não haverá disputa por pênaltis,
como era feito até o ano passado. Vitória do Marreco ou empate no tempo
normal classifica o time de Francisco Beltrão.



*Quem vencer pega o Corinthians*

Quem passar do confronto entre Jaraguá e Cresol/Marreco vai enfrentar o
Corinthians, que eliminou a Intelli nas oitavas. E o primeiro jogo acontece
já no dia 12 de outubro, às 18h30, em Jaraguá do Sul ou em Francisco
Beltrão, pois o Timão tem melhor campanha.




FONTE: Adolfo Pegoraro/Assessoria
Link Notícia

Enviar Recado