Ouça agora na Rádio

N Notícia

Inter flerta com fracasso, mas supera Pordenone nos pênaltis e avança na Copa Itália

FOTO: Reprodução / Twitter

Inter flerta com fracasso, mas supera Pordenone nos pênaltis e avança na Copa Itália

Equipe de Milão sofreu contra time da terceira divisão

Todas as informações Superesportes

Dando início as oitavas de final da Copa Itália, a Internazionale não teve vida fácil para superar o Pordenone. Foram necessários 90 minutos, mais 30 de prorrogação e cobranças de pênaltis para a equipe de Milão eliminar o time da terceira divisão em pleno Estádio San Siro.

Depois de um primeiro tempo disputado e a melhor chance para os visitantes, que pararam na trave, a segunda etapa e o restante do jogo ficou por conta da pressão total da Inter e diversas oportunidades desperdiçadas. No tempo extra, o cansaço ficou evidente e os dois times fizeram pouco ofensivamente. As melhores chances pararam no goleiro Perilli.

O jogo - Desde o apito inicial, a postura da equipe comandada por Luciano Spalletti foi não se submeter ao estilo do adversário. Pressionando a marcação na saída de bola e se utilizando das linhas bem altas, o time de Milão até conseguiu superar o Pordenone na posse da bola, mas pouco criou nos primeiros 20 minutos. A principal chance foi com Karamoh, que saiu na cara do goleiro, mas conclui fora da meta.

Sem assustar ofensivamente, o time da terceira divisão italiana passou a tentar controlar o duelo mantendo a bola sob controle. Na primeira chance, porém, Magnaghi aproveitou a bola rebatida, girou em cima do defensor e acertou um belo voleio que parou no poste esquerdo do goleiro da Inter, responsável por desviar o chute e evitar o tento do Pordenone. Novamente com Karamoh a Inter criou sua melhor oportunidade aos 42 minutos. Cancelo fez boa jogada pela lateral e deixou o companheiro na cara do gol. Desta vez, o atacante se viu em plena condições de fazer o arremate, mas isolou.

Assim como nos 45 minutos iniciais, a Internazionale se manteve no campo de ataque durante toda a segunda etapa e deixou o Pordenone com a única alternativa de tentar suas chances ofensivas por meio da ligação direta. Depois de poucas conclusões no primeiro tempo, foi necessário apenas oito minutos para a primeira chance real do time da terceira divisão. Depois da defesa da Inter afastar o primeiro levantamento para a área, a bola ainda ficou com Maza, que chutou rasteiro e assustou os donos da casa.

Com Perisic e Icardi em campo, a Inter se tornou ainda mais ofensiva, mas poucos riscos ofereceu ao goleiro Perilli, seguro quando foi exigido. Nos minutos finais, nem mesmo a bola na área foi suficiente para a vitória dos mandantes, que decidiram a classificação na prorrogação.

Prorrogação - Os 30 minutos da prorrogação foram um verdadeiro embate de ataque contra defesa. Enquanto a Inter tinha o controle total da bola e apenas trocava passes sem conseguir infiltrar, o Pordenone mantinha o time compacto. Apesar da superioridade, apenas três chances foram criadas no primeiro tempo, duas delas desperdiçadas por Icardi. Na primeira o camisa nove chutou para fora e na segunda parou no goleiro.

 

Na segunda etapa, o cansaço ficou evidente nos dois times e a qualidade da partida caiu muito. O time de Milão tentava apenas com bolas alçadas na área e o Pordenone não criou nenhuma chance na prorrogação, levando a partida para os pênaltis.

Pênaltis - Na cobrança dos pênaltis, a Inter de Milão conseguiu superar o Pordenone por 5 a 4. Pelo lado do time da casa, Brosovic, Perisic, Icardi, Vecino e Nagatomo converteram, enquanto Gagliardini e Skriniar pararam no goleiro. Pelo lado da equipe visitante, que conseguiu levar para as cobranças alternadas, Paddeli brilhou e defendeu a cobrança decisiva para classificar a Internazionale.

FONTE: SUPER ESPORTES / Gazeta Press
Link Notícia