Ouça agora na Rádio

N Notícia

Como Facebook abriu caminho para os primeiros multimilionários de bitcoin

FOTO: © REUTERS/ Benoit Tessier/File Photo

Como Facebook abriu caminho para os primeiros multimilionários de bitcoin

Gêmeos Winklevoss processaram Mark Zuckerberg pelo roubo da sua ideia original da rede social Facebook mas depois se tornaram os primeiros "multimilionários de bitcoin".

Todas as informações Sputnik Brasil

Em 2008 os Winklevoss processaram Mark Zuckerberg pelo roubo da sua ideia original da rede social Facebook. O caso terminou em um acordo em que o fundador do Facebook teria pago aos gêmeos Winklevoss 65 milhões de dólares (R$ 210 milhões).

Cinco anos mais tarde, os irmãos investiram 11 milhões de dólares (R$ 26 milhões) dessa soma na compra de bitcoins, naquela época uma criptomoeda inovadora, mas pouco conhecida.

Cinco anos passados, o investimento deu resultado: agora os Winklevoss se tornaram os primeiros multimilionários cuja fortuna foi feita em bitcoins.

Os irmãos eram companheiros da universidade e amigos de Mark Zuckerberg. Segundo os Winklevoss, foram eles que tiveram ideia de criar a rede social que viria a ser o Facebook. Os gêmeos acusaram o empresário de plágio e o programador foi obrigado a pagar uma indenização aos gémeos.

Em 2013 os Winklevoss decidiram comprar cerca de um por cento de todos os bitcoins que existiam naquela época.
 
O preço da criptomoeda era então de 120 dólares (R$ 390), lembrou o jornal britânico The Telegraph. Hoje em dia o seu valor supera os dez mil dólares (R$ 33 mil).
 
Por agora, a fortuna dos gêmeos ascende a 100 mil bitcoins. Segundo The Telegraph, os irmãos estabeleceram uma própria bolsa de criptomoedas e uma fundação de capital de risco. Em 2015 um dos irmãos, Cameron Winklevoss, declarou que até então não tinha vendido nem um único bitcoin porque "é um investimento duradouro".

Os irmãos se tornaram os primeiros "multimilionários de bitcoin", informou o jornal. Outra pessoa com uma fortuna parecida é o próprio fundador da criptomoeda, conhecido pelo nome de Satoshi Nakamoto, cuja identidade ainda permanece um mistério.

FONTE: SPUTNIK BRASIL
Link Notícia