Ouça agora na Rádio

N Notícia

Após ser flagrado em comentário racista, William Waack é afastado do Jornal da Globo

FOTO: © Reprodução/TV Globo

Após ser flagrado em comentário racista, William Waack é afastado do Jornal da Globo

O polêmico vídeo que mostra o âncora do Jornal da Globo, William Waack, fazendo um comentário racista durante o intervalo da transmissão das eleições americanas em 2016 causou a suspensão do jornalista. Canal disse ser "visceralmente contra o racismo" ao justificar a decisão.

Com a Casa Branca ao fundo, Waack parece irritar-se com o barulho de uma buzina e afirma: "Tá buzinando por quê, seu merd* do car****? Não vou nem falar, porque eu sei quem é". O jornalista então completa: "É preto. É coisa de preto", enquanto ri.

O âncora estava em Washington, prestes a entrar no ar com Paulo Sotero, diretor do centro de estudos de geopolítica Wilson Center. Sotero ri constrangido com a afirmação. Ao Buzzfeed Brasil, o analista disse não se lembrar do episódio.

 

"Não me impactou na hora, e teria me impactado, porque eu não brinco com racismo, sexismo e homofobia […] Eu acho que o William não é assim. Eu, certamente, não sou assim — repudio racismo", afirmou Sotero, citado pelo Buzzfeed.

Nesta quarta-feira, pela noite, a Rede Globo divulgou um comunicado confirmando que afastaria Waack da ancoragem do jornal até que a situação fosse completamente esclarecida.

"A Globo é visceralmente contra o racismo em todas as suas formas e manifestações. Nenhuma circunstância pode servir de atenuante. Diante disso, a Globo está afastando o apresentador William Waack de suas funções em decorrência do vídeo que passou hoje a circular na internet, até que a situação esteja esclarecida", disse em texto publicado pelo G1.

A nota completa dizendo que Waack não se lembra de ter feito comentário de cunho racista, "mas pede sinceras desculpas àqueles que se sentiram ultrajados pela situação". A emissora, porém, não informou se o jornalista também será afastado do GloboNews Painel, programa que apresenta no canal fechado de notícias do mesmo grupo.

FONTE: SPUTNIK NEWS BRASIL
Link Notícia