Ouça agora na Rádio

N Notícia

Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians

FOTO: Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians

Com gol de Pedrinho, Corinthians vence o São Paulo mais uma vez na Arena

Prata da casa garantiu triunfo que levou Timão a ultrapassar o rival

Informações compartilhadas Superesportes

O Corinthians segue soberano diante do São Paulo na sua arena. Na noite deste domingo, em partida válida pela sexta rodada do Campeonato Brasileiro, o Alvinegro foi superior na medida necessária ao rival, marcando um gol com Pedrinho logo no começo da partida e sabendo anular as tentativas do Tricolor. Destaque ainda para Fagner, o melhor em campo, tanto com a bola no pé quanto na marcação de Alexandre Pato.

Com o resultado, o Timão chega a 11 pontos conquistados, mesmo número do São Paulo, mas ultrapassa o rival no saldo de gols. Ambos estão no G-4, cinco atrás do líder Palmeiras.

Na próxima rodada, os comandados de Fábio Carille terão uma folga, já que o confronto diante do Goiás foi adiado por tempo indefinido pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF). O time atua na quinta-feira, contra o Deportivo Lara, pela Sul-Americana, na Venezuela, e só volta a jogar pelo torneio nacional no dia 8, contra o Cruzeiro, fora de casa. Cuca e seu elenco, por outro lado, encaram o mesmo Cruzeiro, no domingo, dia 2, no Morumbi.

Corinthians pressiona e sai na frente

O primeiro tempo começou praticamente 1 a 0 para os donos da casa. Depois de um começo com muita disputa e trombada, Júnior Urso apareceu para tabelar com Vagner Love e jogar a bola na direita para Fagner. O lateral cruzou, Vagner Love brigou com a zaga e o mesmo Fagner ficou com a sobra, mandando para Pedrinho dominar e encher o pé esquerdo. A redonda ainda desviou em Arboleda, acabando com qualquer chance de defesa de Tiago Volpi.

O Timão manteve o controle do jogo durante a etapa inicial, fechando a frente da sua área e saindo em contra-ataques quando pôde. O cenário podia ter mudado aos 23 minutos, quando Reinaldo bateu falta da intermediária, Cássio espalmou para o lado e Arboleda balançou a rede no rebote. O zagueiro equatoriano, porém, estava muito à frente da linha defensiva, em posição de impedimento assinalada corretamente.

Até o intervalo, foi o clube do Parque São Jorge quem esteve mais perto do gol adversário. Vagner Love ganhou dois lances contra Bruno Alves e Arboleda, mas adiantou demais em ambas ocasiões. Manoel cabeceou rente à trave, em lance semelhante a um de Bruno Alves, na área corintiana. O último momento de perigo veio quando Avelar roubou a bola na defesa e girou o jogo para Fagner, que cruzou na cabeça de Júnior Urso. O volante, porém, não conseguiu testar para o gol.

Corinthians cozinha o jogo 

Os dois times voltaram para o segundo tempo com as mesmas escalações da etapa inicial, mas com um ajuste pelo lado tricolor. Vitor Bueon se fixou como centroavante, ou um falso 9, enquanto Alexandre Pato foi para o lado esquerdo, mandando Everton para o meio. Não demorou para Cuca perceber que tinha em seu banco de reservas alguém mais especializado na função: Hernanes não demorou a ser acionado.

Mesmo com mais qualidade na sua troca de passes, o Tricolor seguiu com muitas dificuldades para entrar na zaga corintiana. Cássio só trabalhou em bolas alçadas na área, quase sempre para defender cruzamentos sem desvio. Enquanto isso, no contra-ataque, o Alvinegro empilhava chances de anotar o segundo gol, mas pecava sempre na hora de escolher o passe final. O 1 a 0 foi seguindo no placar enquanto as alterações eram feitas.

Fagner, em ótima forma, ganhou praticamente todas as jogadas pelo seu setor, inclusive um lance de excelente recuperação no momento em que Pato invadia a pequena área. Quando deu um pequeno vacilo, Pato saiu na cara do gol e tocou por cima de Cássio, mas mandou para fora. O final ainda teve um cartão vermelho para Hernanes anulado pelo VAR e um gol perdido por Gustagol, sem impacto no placar.

CORINTHIANS 1 X 0 SÃO PAULO


CORINTHIANS
Cássio; Fagner, Manoel, Henrique e Danilo Avelar; Ralf e Júnior Urso; Pedrinho (Mateus Vital), Sornoza e Clayson (Ramiro); Vagner Love (Gustagol)
Técnico: Fábio Carille

SÃO PAULO
Tiago Volpi; Igor Vinícius (Igor Gomes), Arboleda, Bruno Alves e Reinaldo; Hudson, Tchê Tchê e Vitor Bueno (Helinho); Antony, Pato e Everton (Hernanes)
Técnico: Cuca

Local: Arena Corinthians, São Paulo (SP)
Data: Domingo, dia 26 de maio de 2019
Árbitro: Flavio Rodrigues de Souza
Assistentes: Marcelo Carvalho Van Gasse e Daniel Luis Marques
VAR: Rodrigo Guarizo Ferreira do Amaral
Público: 39.378 pagantes
Renda: R$ 1.916.228,30
Cartões amarelos: Júnior Urso, Danilo Avelar, Sornoza (Corinthians); Antony, Igor Vinícius, Hudson, Hernanes (São Paulo)

GOL: Pedrinho, aos 7min do 1ºT

FONTE: Superesportes / Gazeta Press
Link Notícia