Ouça agora na Rádio

N Notícia

Divulgação / Flickr / Senado Federal

FOTO: Divulgação / Flickr / Senado Federal

Andrés não confirma Jair Ventura no Corinthians em 2019: 'Garantido nem eu estou'

Mandatário alvinegro falou sobre o planejamento do clube para 2019

Informações compartilhadas Superesportes

O presidente do Corinthians, Andrés Sanchez, tentou tirar um pouco da responsabilidade do técnico Jair Ventura em relação aos maus resultados do time. No entanto, também preferiu não garantir o treinador para a próxima temporada.

Em entrevista coletiva nesta quinta-feira, o mandatário alvinegro falou sobre o planejamento do clube para 2019, as dificuldades enfrentadas especialmente neste segundo semestre e os preparativos para o clássico de sábado contra o São Paulo, na Arena, pela 33ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Andrés foi questionado por duas vezes sobre Jair Ventura. Na primeira, respondeu sobre a continuidade do trabalho no ano seguinte. "Garantido nem eu estou, tem um monte de técnico sofrendo impeachment. Mas não é justo falar do Jair agora", disse. "Nosso time não está bem, tem seis jogos para recuperar. Não vamos ser campeões, mas vamos trabalhar para sair dessa situação", prosseguiu.

Depois, ao responder sobre o péssimo retrospecto do treinador à frente da equipe, foi realista. "Jair é o treinador do Corinthians. Os números são baixos, ele sabe que está mal. Lógico que é ruim, ruim para ele, para mim. Todo mundo tem culpa, ele, eu, o jogador, o Duílio. Hoje, o torcedor fica ameaçando pelo WhatsApp. Mas todo mundo tem que entender que no futebol só ganha um", analisou.

Jair completou 13 jogos pelo Corinthians e tem três vitórias, quatro empates e seis derrotas. Andrés aproveitou a resposta sobre o treinador para provocar o Palmeiras, que foi um dos clubes que mais contratou na temporada e ainda não ganhou um título. "Quero ver quem ganhou mais que nós nos últimos dez anos. Não dá para ganhar tudo, por mais elenco que tenha. É só ver aí um monte de clube que fez contratação milionária e está sem ganhar nada. É difícil. Jogador é ser humano e nem sempre vai jogar bem como querem que jogue", comentou.

Sobre os reforços para a próxima temporada, o presidente avisou que pretende trazer jogadores que cheguem para jogar. Anteriormente, ele já havia dito que devem vir quatro contratações para a 2019. "Tem que vir jogadores mais prontos, mais certos. Estamos trabalhando."

Andrés também disse que já tem os nomes definidos dos atletas que estão emprestados e serão reaproveitados na próxima temporada. "Já tem os nomes que vão voltar. Os que a gente não conseguir emprestar vão ficar aqui. O que queremos são dois ou três desses emprestados. Volto a repetir pro torcedor, não vou pagar R$ 800 mil, R$ 900 mil, como tem clube pagando. Não vou fazer essa loucura novamente. Não posso trazer um jogador que não sei se vai dar certo por R$ 900 mil reais. Vamos trazer reforços sim, mas com os pés no chão", disse.

O Corinthians está em 12º lugar, com 39 pontos, a cinco da zona de rebaixamento. Por causa das dificuldades enfrentadas nos últimos jogos, Andrés apontou o São Paulo como favorito no clássico do próximo sábado, mesmo o jogo acontecendo na Arena, onde o time alvinegro está invicto contra o rival - são seis vitórias e dois empates.

"O São Paulo é favorito, estamos jogando mal nos últimos jogos. Mas time por time, estamos devendo para dois ou três no Brasil. Sem citar nomes. Estamos jogando fortemente. Temos média de 23 anos, tem que ter maturação. Está em momento ruim? Está. Mas ano que vem todos verão", finalizou.

FONTE: Super Esportes / Estadão Conteúdo
Link Notícia