Ouça agora na Rádio

N Notícia

© flickr.com/ Rafael Matsunaga/CC BY 2.0

FOTO: © flickr.com/ Rafael Matsunaga/CC BY 2.0

Brasil à venda: aumenta a desnacionalização de empresas do país

Um estudo divulgado pela TTR (Transactional Track Record), organização que acompanha o volume de fusões e aquisições no mundo, mostra que cresce no Brasil o movimento de desnacionalização de empresas.

Informações compartilhadas Sputnik Brasil

A Sputnik Brasil conversou com o especialista Ricardo Gennari sobre o interesse estrangeiro nos ativos brasileiros.

Nos últimos 5 anos, grupos estrangeiros compraram participação em quase 400 companhias nacionais. Ao comentar este processo de desnacionalização de empresas no Brasil, o economista Ricardo Gennari, consultor em Inteligência Empresarial e diretor da empresa Tróia Intelligence, disse em entrevista à Sputnik Brasil que os investidores estrangeiros obtêm benefícios com ativos de empresas brasileiras. 

"O ativo brasileiro tem um valor muito expressivo no mercado internacional. Existem empresas como a Embraer, com produtos de alta potência, que geram muitos recursos. Então essas empresas que estão sendo vendidas, muitas vezes pagam o benefícios dos compradores", observou. 

Ele também comentou que, em um eventual governo de Jair Bolsonaro, que está liderando as pesquisas de intenção de votos no segundo turno, esta tendência deve continuar. 

"Se o Bolsonaro mantiver um ambiente de democracia, de investimento em empresas, ele já conversou com Israel, com os EUA. E com o dólar caindo no Brasil. Isso vem trazendo um sinal mais positivo pro mercado internacional, e ele realmente deve cumprir essas propostas das reformas trabalhista, previdenciária, política, e outras reformas que estão no caminho de serem votadas. Isso significa que ele possa trazer benefícios e grandes investimentos para o Brasil no ano que vem", destacou. 

O especialista também observou que o país está "barato" e que há uma abundância de dinheiro no mercado internacional, ao mesmo tempo que há poucos produtos bons. 

"Tem muito dinheiro no mercado e poucos produtos bons. Então o que acontece é que a gente tem poucos produtos bons, e estes poucos produtos bons estão sendo vendidos", coconclui Gennari.  

FONTE: Sputnik Brasil
Link Notícia