Ouça agora na Rádio

N Notícia

© REUTERS / Giampiero Sposito

FOTO: © REUTERS / Giampiero Sposito

Papa Francisco diz que pode visitar Pyongyang se for oficialmente convidado

O Papa Francisco disse que poderia visitar Pyongyang se recebesse um convite oficial, disse uma autoridade sul-coreana do governo presidencial nesta quinta-feira.

Informações compartilhadas Sputnik Brasil

No início do dia, o presidente sul-coreano Moon Jae-in se encontrou com o pontífice e levou uma mensagem em tom de convite do líder norte-coreano Kim Jong-um para visitar Pyongyang. Moon está visitando o Vaticano como parte de sua turnê de 9 dias pela Europa.

"O papa disse que daria uma resposta incondicional se um convite [oficial] chegasse e pudesse ir", disse a repórteres Yoon Young-chan, secretário-sênior de assuntos públicos, conforme citado pela agência de notícias sul-coreana Yonhap.

O pontífice também reiterou seu apoio aos esforços diplomáticos feitos por Seul.

"Eu apoio fortemente os esforços do governo sul-coreano para promover um processo de paz na península coreana. Não pare, siga em frente. Não tenha medo", declarou o Papa Francisco, citado pela conta do gabinete presidencial sul-coreano no Twitter.

A reunião foi realizada a portas fechadas, com apenas o padre sul-coreano Han Hyun-taek presente como intérprete.

Em 2000, a Coreia do Norte já convidou o Papa João Paulo II para visitar o país, mas a visita nunca aconteceu.

A situação na península coreana melhorou significativamente nos últimos meses, com o líder norte-coreano Kim Jong-un e o presidente sul-coreano tendo realizado várias reuniões.

Em junho, Kim também chegou a um acordo com o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, estipulando que a Coreia do Norte se esforçaria para promover a desnuclearização completa da península, em troca do congelamento dos exercícios militares sul-coreanos e uma possível remoção das sanções dos EUA.

FONTE: Sputnik Brasil
Link Notícia